sábado, 24 julho(38)99114-1908

Arborização da BR-135 é adiada para esperar duplicação

04/02/2020 – 11h30

m m 8

A proposta do plantio de aproximadamente mudas de  árvores frutíferas, ornamentais e nativas do cerrado brasileiro às margens da BR-135, no município de Montes Claros teve de ser adiada. Programada para começar no dia 9 de janeiro, o serviço terá que aguardar a duplicação da pista, para que não haja desperdício.

O acordo foi celebrado ontem de manhã pelo coordenador da Fundação Banco do Brasil, Geraldo Hélcio Sales com a Eco-135, concessionária que explora os pedágios da rodovia. A proposta é plantar 400 mudas em dois quilômetros da rodovia, a partir da entrada do Pentáurea Clube e até um restaurante da cidade.

O coordenador Geraldo Hélcio explica que será inaugurada a unidade de beneficiamento de verduras, uma das maiores do Brasil, senão a maior, da agricultura familiar naquela região, assim como é também a área de maior comércio próxima de Montes Claros.

A região ainda se destaca como uma verdadeira caixa d’água no Norte de Minas. A meta é a  recomposição das matas ciliares e proteção de nascentes na região de Lagoinha e do Planalto Rural, principal bacia hidrográfica dos rios que passam por Montes Claros e que estão secando.

Um dos desafios enfrentados é que no dia 1º de janeiro deste ano a BR-135 foi devolvida pelo Governo Federal ao Estado e ficou a dúvida sobre a responsabilidade da área de domínio as margens da pista. Os contatos foram iniciados com o DNIT e depois repassados ao DEER.

A meta era plantar mudas são de ipê, flamboyant, resedá, manga, goiaba, jabuticaba, abacate, aroeira, jenipapo, cedro, barriguda e acerola, dentre outras. Elas foram produzidas no Viveiro Municipal da Prefeitura e também obtidas através de compensação ambiental.

Fonte: gazetanortemineira.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *