sábado, 10 abril(38)99114-1908

Codanorte aprova usina de triagem e compostagem em Januária

24/01/2020 – 11h

m m 31

O Consórcio de Desenvolvimento Sustentável do Norte de Minas (CODANORTE) aprovou ontem de manhã a instalação de mais três Usinas de Triagem e Compostagem, a serem instaladas nas cidades de Januária, Japonvar e Brasília de Minas, em investimentos estimados de R$1,6 milhões.

A reunião foi na sede da Associação dos Municípios da Área Mineira da Sudene, quando o secretário-executivo Enilson Francisco e o engenheiro ambiental Pedro Maia mostraram as planilhas para os prefeitos e assessores dos mais de 15 municípios envolvidos. O CODANORTE é o maior consorcio dessa área em Minas Gerais, especializado em questões ambientais.

O projeto inicial previa a instalação da Usina de Triagem e Compostagem na cidade de Pedras de Maria da Cruz, mas o prefeito Sebastião Carlos Chaves de Medeiros explicou que a adesão de Januária ao projeto provocaria reformulação no projeto, que envolve os municípios de Bonito de Minas, Cônego Marinho, Itacarambi e São João das Missões.

Como 55% do lixo produzido será de Januária, ele propôs que a UTC ficasse em Januária. O investimento inicial será de R$718 mil, que serão cotizados proporcionalmente entre os municípios. A Prefeitura de Januária terá 10 dias para aprovar a cessão do terreno, para em 20 de fevereiro ser iniciada a obra.

Na cidade de Japonvar será instalada outra Usina de Triagem e Compostagem, para atender aos municípios de Japonvar, Ibiracatu, Lontra, Mirabela e São João da Ponte, implicando em investimento de R$468 mil.

A terceira UTC será na cidade de Brasília de Minas, com os municípios de Campo Azul, Icaraí de Minas, Luislândia, São Francisco e Ubaí. O custo também será de R$468 mil. Pedro Maia explicou que os resíduos coletados serão trazidos para o Aterro Sanitário de Mimoso, que fica em Montes Claros.

Os prefeitos do Norte de Minas receberam prazo até o dia 20 de fevereiro para apresentarem ao Ministério Público o Plano de Resíduos, em prazo negociado com o Ministério Público. No mês de julho a Usina de Triagem e Compostagem será colocada em funcionamento, acabando com o problema dos lixões.

Pedro Maia mostrou que os municípios terão a compensação financeira por causa desse tratamento, pois receberão R$16 mil por mês do ICMS Ecológico e os pequenos municípios terão os gastos cobertos com essa receita. (JE)

Fonte: gazetanortemineira.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *