terça-feira, 3 agosto(38)99114-1908

Corredor mais antigo de Montes Claros morre aos 70 anos e amigos se despedem correndo de velório a cemitério

homenagemAmigos acompanharam o translado do corpo correndo — Foto: Divulgação

Os passos já estavam lentos, mas ele não desistia de correr. Aos 70 anos, Weldon Selmo Pereira, conhecido popularmente como Dom Guloso, era o corredor mais velho em atividade em Montes Claros. Ele estava internado depois de sofrer um acidente de trânsito e faleceu nessa terça-feira, 17; os amigos se despediram fazendo o que Dom mais gostava: correndo.

Cerca de 30 corredores de seis grupos participaram do cortejo que saiu do velório da Santa Casa, passou pela Avenida Deputado Esteves Rodrigues até o Cemitério do Bonfim. O percurso da homenagem foi de 3,6 km.

– Ele corria há mais de 50 anos e era muito querido por todos. Neste ano, nós corremos juntos no aniversário da cidade e, por conta da idade, ele sempre fazia o percurso no ritmo dele. Dom estava em todas as corridas, era o primeiro a chegar e o último a ir embora – relembra Samuel Martins Ribeiro, que descobriu a paixão pelo esporte há cerca de 4 anos ao decidir mudar a qualidade de vida.

– A corrida trouxe amizades como a de Dom Guloso e passei a acreditar que sou capaz. Quando comecei, corria apenas 2 km e hoje faço de 5 km a 10 km quatro vezes na semana. Pesava 145 quilos e agora estou com 101 –

Corredor Mauro Miranda com Dom Guloso — Foto: Arquivo pessoalCorredor Mauro Miranda com Dom Guloso — Foto: Arquivo pessoal

O corredor Mauro Miranda também participou da homenagem e diz que a atitude de Dom Guloso serve como incentivo.

– Ele usava marca-passo e tinha dificuldade para se locomover, mas participava de todas as corridas. Dom fazia o percurso no ritmo e no tempo dele sempre com alegria. Para quem está no auge da saúde, ver uma pessoa nessa idade correndo, é um incentivo – .

Mauro conta que Dom Guloso criou a primeira Associação dos Corredores de Rua de Montes Claros na década de 1970 e sempre lutou pelo esporte.

– Ela era presente em todos os eventos, além de correr, Dom dava sugestões e lutava até mesmo para conseguir verba. Ele também nos incentivava a ter hábitos saudáveis. Mauro começou a correr há quatro anos e já participou de sete maratonas e duas ultramaratonas.

Competições

Dom Guloso tinha 70 anos e era o corredor mais antigo em atividade — Foto: Paulo Roberto Meira/ Arquivo pessoalDom Guloso tinha 70 anos e era o corredor mais antigo em atividade — Foto: Paulo Roberto Meira/ Arquivo pessoal

Em 50 anos, Dom Guloso já havia participado de ‘16 maratonas, 47 meia maratonas e incontáveis corridas pequenas’. Era esse histórico que ele sempre comentava com os amigos, conforme relata Paulo Roberto Meira, que também participou da homenagem.

-Ele dizia isso com muito orgulho e gostava de mostrar as fotos. A gente falava que Dom Guloso era a lenda viva do atletismo em Montes Claros. Ele era um exemplo para nós. Já corremos juntos na Volta da Pampulha e a Meia Maratona no Rio de Janeiro-.

Fonte: G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *