domingo, 25 julho(38)99114-1908

Em MG, polícia cumpre mandado contra pirataria digital na casa de homem que tinha mais de mil clientes por mês

Três computadores, R$ 7 mil em dinheiro e R$ 16 mil em cheques foram apreendidos na casa do investigado em Montes Claros; ‘Operação 404’ ocorre simultaneamente em outros 11 estados.

01/11/2019 – 14h40

dinheiro pirataPolícia apreendeu R$ 7 mil em dinheiro, cheques, cartões e computadores — Foto: Polícia Civil/ Divulgação

A Polícia Civil cumpriu um mandado de busca e apreensão em Montes Claros, nesta sexta-feira (1), na “Operação 404” de combate a pirataria. O alvo é um homem de 35 anos que administrava um site com conteúdo ilegal. Os policiais apreenderam na casa dele três computadores, 14 cartões de crédito, R$ 7 mil em dinheiro e R$ 16 mil em cheques.

“Ele tinha um site que fazia propaganda para revenda de sinais. As pessoas entravam em contato com ele por telefone ou e-maill e depositavam entre R$ 20 a R$ 25, dependendo do pacote de TV, e depois recebiam uma senha que dava acesso a um aplicativo, com a possibilidade de assistir todos os canais de TV aberta e fechada”, explica o delegado Alberto Tenório.

Esses valores eram pagos mensalmente e o homem agia na cidade há pelo menos três anos.

“Ele tinha uma média de aproximadamente 1.200 clientes por mês, que geravam uma renda mensal de cerca R$ 25 mil, e essa era única fonte de renda dele”, disse o delegado.

 

A Polícia Civil vai investigar também a origem do dinheiro e dos cheques que foram encontrados na casa. “A origem não foi esclarecida, mas tudo indica que foi adquirido de forma ilícita, através dos serviços que ele disponibilizava pela internet ou lavagem de dinheiro. Esse investigado tem três imóveis na cidade e vamos apurar se eles foram comprados com dinheiro ilícito”.

Os materiais apreendidos foram encaminhados para a delegacia de investigações especiais e a polícia vai analisar as provas técnicas dos computadores, cheques e das contas bancárias do investigado.

De acordo com a PC, o homem responde em liberdade pelos crimes de violação de direitos autorais em sua forma qualificada e lavagem de dinheiro. Além do mandado de busca e apreensão, a polícia solicitou que o site e os domínios que ele utilizava fossem retirados do ar.

Operação é realizada em 12 estados

Além de Minas, a operação está sendo realizada nos estados do Amazonas, Bahia, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Paraíba, Pernambuco, Santa Catarina e São Paulo. Estão sendo cumpridos 30 mandados de busca e apreensão.

A operação é coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública. O objetivo é bloquear ou suspender 210 sites que transmitem filmes, séries e televisão de forma ilegal, além de 100 aplicativos de streaming ilegal de conteúdo. A Polícia Federal tem a lista dos usuários dos serviços piratas.

Números da pirataria

Os dez websites piratas com o maior volume de tráfego no Brasil receberam, no ano de 2018, 1,3 bilhão de visitas. Esses websites piratas receberam R$ 17 milhões em receitas publicitárias entre agosto de 2015 e agosto de 2016.

A estimativa é que existam cerca de 4,2 milhões de sinais piratas de TV no Brasil, e o prejuízo passa de R$ 9 bilhões ao ano.

Fonte: G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *