Moradores do bairro São Lourenço, na região Leste de Montes Claros, imploram por atenção. Cansados de esperar por uma solução do Executivo, eles se reuniram dois dias seguidos, em manifestação na avenida Lincoln Alves dos Santos, a fim de pleitear melhorias para o bairro.

A moradora A.C. aponta a ausência de iluminação como um dos fatores que mais expõem os moradores ao risco, uma vez que os padrões de eletricidade estão há mais de 300 metros das casas e não há a iluminação.

“A rua principal, São Lourenço, não tem luz. Não dá para ver direito onde estamos passando. Fica perigoso e temos que dar a volta no escuro para entrar no bairro, porque os caminhões estacionam na frente e a gente não enxerga”, diz, referindo-se a uma base de abastecimento de posto de combustível que recebe o fluxo de veículos.

“Há dois anos, as famílias ganharam a propriedade na Justiça, a ação transitou em julgado, mas a prefeitura nada faz para trazer condições dignas de vida aos moradores. É como se não existissem. O cadastro das cerca de 70 famílias já foi feito e elas esperam as ações”, aponta o advogado Antônio Augusto Filho.

O morador Juliano Silva fala de outro perigo, especialmente, para crianças e idosos do bairro. “Os carreteiros estacionam em cima do que seria o canteiro e quebram o que havia sido feito. A comunidade fica exposta, na entrada e saída do bairro. Eles não fizeram os canteiros. Estamos cobrando que terminem a avenida Lincoln Alves dos Santos e coloquem sinalização”, afirma o morador, que comprovou ter protocolado na Empresa Municipal de Planejamento, Gestão e Educação em Trânsito (MCTrans), em 31 de maio, a solicitação de sinalização.

SAIBA MAIS
Gestor da MCTrans admite que bairro está feio e perigoso

Em resposta aos moradores do bairro São Lourenço, o presidente da Empresa Municipal de Planejamento, Gestão e Educação em Trânsito e Transportes de Montes Claros (MCTrans), José Wilson Ferreira Guimarães, disse que está estudando e apresentará um projeto para solucionar as reivindicações dos moradores assim que estiver pronto. “Realmente, está muito feio e muito perigoso, ao mesmo tempo”, admitiu o presidente do órgão, sem precisar a data de execução do serviço.

Já o secretário de Planejamento e Obras de Montes Claros, Guilherme Guimarães, não foi encontrado para falar sobre as queixas da comunidade do bairro São Lourenço. 

Fonte: onorte.net