sábado, 24 julho(38)99114-1908

Norte de Minas ganha 18 novas equipes de saúde da família

A partir deste mês, 18 novas equipes da atenção primária à saúde dos municípios norte-mineiros de Botumirim, Montes Claros, Rio Pardo de Minas e de Vargem Grande do Rio Pardo passam a ser financiadas pelo Ministério da Saúde.

22/10/2019 – 15h15

moc 2208Foto: Internet/Divulgação 

 A Portaria 2.582, publicada dia 1º de outubro, habilitou 1 mil 333 novas equipes em 139 municípios. Segundo o Ministério da Saúde, para a contratação de profissionais, ainda neste ano serão repassados aos municípios cerca de R$15 milhões.

A superintendente regional de saúde de Montes Claros, Dhyeime Thauanne Pereira Marques, destaca a importância da ampliação do número de equipes de saúde da família para o Norte de Minas, “levando-se em conta a necessidade de fortalecimento dos serviços de atenção primária, que é a porta de entrada da população nos serviços mantidos pelo Sistema Único de Saúde – (SUS)”.

Com a publicação da Portaria, além das 18 novas equipes de atenção primária nos quatro municípios que integram a área de atuação da Superintendência Regional de Saúde de Montes Claros – (SRS) foram credenciados 74 novos Agentes Comunitários de Saúde (ACS) e 19 novas equipes de saúde bucal. Essas equipes são compostas por médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e agentes comunitários de saúde, além de profissionais de saúde bucal, como cirurgiões dentistas e técnicos de odontologia.

O coordenador do Núcleo de Atenção Primária à Saúde da SRS, João Alves Pereira explica que “os novos credenciamentos possibilitarão a ampliação do acesso da população ao atendimento nas unidades de saúde, onde as doenças mais frequentes são acompanhadas, como diabetes, hipertensão e tuberculose”.

Os profissionais atuam nas Unidades de Saúde da Família (USF), localizadas próximas à residência dos usuários do SUS. Isso facilita o acesso da população a cuidados preventivos com consultas regulares; exames de diagnóstico; administração de vacinas e medicamentos; consultas pré-natal; entre outros cuidados.

A proximidade da Equipe de Saúde da Família com a comunidade permite que se conheça melhor o usuário do SUS, garantindo maior adesão aos tratamentos e a intervenções médicas indicadas. Assim, neste nível de atenção, João Alves, salienta que “estudos científicos indicam que é possível resolver cerca de 80% dos problemas de saúde da população, sem a necessidade de encaminhamento dos pacientes a serviços de emergência, como Unidades de Pronto Atendimento – (UPA 24h) e hospitais”.

A Estratégia Saúde da Família mantém equipes de profissionais que atendem a população nas USF. Cada equipe é formada por médico, enfermeiro, técnico de enfermagem, cirurgião dentista e agentes comunitários de saúde e de combate às endemias. O principal objetivo é atender e resolver os problemas de saúde comuns e frequentes da população. A Estratégia Saúde da Família busca ainda promover a qualidade de vida da população e intervir nos fatores que colocam a saúde em risco, como a falta de atividade física, má alimentação, tabagismo, entre outros.

Fonte: gazetanortemineira.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *