terça-feira, 2 junho(38)99114-1908

Norte de Minas prepara vacinação de 160 mil pessoas

05/02/2020 – 11h

O Norte de Minas inicia na próxima segunda-feira, 10 de fevereiro e prossegue até 13 de março a primeira etapa da Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo, com a meta de 160.656 nos 54 municípios de jurisdição da Superintendência Regional de Saúde de Montes Claros.  A iniciativa é do Ministério da Saúde e leva em conta o fato de ainda estar ativa a circulação do vírus do sarampo no país e a necessidade de proteger a população contra a doença. Em Minas Gerais o Ministério da Saúde estima que, na faixa etária de 5 a 19 anos, 529. 417 pessoas ainda não tomaram a primeira dose da vacina contra o sarampo.

A coordenadora do Núcleo de Vigilância Epidemiológica, Ambiental e de Saúde do Trabalhador da SRS de Montes Claros, Agna Soares da Silva Menezes explica que “a Campanha tem o objetivo de resgatar pessoas de cinco a 19 anos de idade não vacinadas ou com esquema de vacinação incompleto para o sarampo. Para atingir o maior número de pessoas será importante que os municípios articulem ações visando alcançar as pessoas não vacinadas, visto que a estimativa do Ministério da Saúde é de que, no país, mais de 3 milhões de habitantes ainda não tomaram a primeira dose da vacina ou estão com o esquema vacinal incompleto”, observa Agna Soares.

Como a Campanha será seletiva, os cartões de vacina ou caderneta de vacinação serão avaliados pelos profissionais que trabalham nas salas de imunização dos municípios. A previsão é de que, em todo o país, 36 mil salas de vacinação estarão disponíveis para o atendimento da população. Para maior adesão do público alvo os municípios deverão adotar várias estratégias, entre elas a vacinação “extramuros”, ou seja, em locais onde haja maior concentração de pessoas. Além disso, as secretarias municipais de saúde deverão implementar ações de divulgação e mobilização social.

Para utilização correta das vacinas disponibilizadas durante a estratégia o Ministério da Saúde orienta que os municípios devem organizar suas equipes com as devidas atribuições: profissionais para triagem, vacinação e registro das doses aplicadas. As unidades de atenção primária à saúde deverão realizar a digitação dos dados no sistema de informação que estiver em vigor na sala de vacina: Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações – (SIPNI) ou e-SUS AB.

O Sarampo é uma doença infecciosa grave, causada por um vírus, que pode ser fatal. Sua transmissão ocorre quando uma pessoa doente tosse, fala, espirra ou respira próximo de outras pessoas. Os principais sintomas do sarampo são: febre acompanhada de tosse; irritação nos olhos; nariz escorrendo ou entupido e mal estar intenso. Em torno de 3 a 5 dias podem aparecer sinais e sintomas, como manchas vermelhas no rosto e atrás das orelhas que, em seguida, se espalham pelo corpo. Após o aparecimento das manchas, a persistência da febre é um sinal de alerta e pode indicar gravidade, principalmente em crianças menores de cinco anos de idade.

Fonte: gazetanortemineira.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo não pode ser reproduzido sem permissão do Administrador