terça-feira, 3 agosto(38)99114-1908

Thiago Neves aciona Cruzeiro na Justiça do Trabalho e cobra cerca de R$ 16 milhões

Jogador pede rescisão de contrato válido até dezembro de 2020

20/12/2019 – 15h45
fAfastado do elenco do Cruzeiro, Thiago neves aciona Justiça (Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro)
O armador Thiago Neves acionou o Cruzeiro na Justiça do Trabalho. O jogador cobra R$ 16 milhões do clube e quer a rescisão de contrato.
Ao Superesportes, o diretor de comunicação do Cruzeiro, Valdir Barbosa, confirmou que o clube foi notificado da ação de Thiago Neves na Justiça.O contrato de Thiago Neves com o Cruzeiro é válido até dezembro de 2020, com cláusula que amplia o vínculo por mais um ano, caso ele dispute 42 jogos na próxima temporada.

Thiago foi afastado do elenco do Cruzeiro pelo então gestor do futebol, Zezé Perrella, no dia 2  de dezembro. O meia estava vetado da partida contra o Vasco devido a um edema na coxa esquerda, mas compareceu a um show de pagode no Mineirão, no dia anterior, para a irritação do dirigente.

POLÊMICAS NA TEMPORADA

Thiago Neves foi um dos jogadores mais criticados pela torcida na campanha do inédito rebaixamento do Cruzeiro à

 Série B do Campeonato Brasileiro. No jogo contra o CSA, o camisa 10 desperdiçou uma cobrança de pênalti, e o time celeste acabou derrotado em casa, por 1 a 0.

Após a partida, um áudio enviado pelo jogador a Zezé Perrella foi vazado. Na gravação,  Thiago Neves pedia ao dirigente para viabilizar o pagamento de 60% do salário pendente do elenco e via a vitória sobre o CSA como certa. “Aí você não precisa arrumar uma premiação para ganhar o jogo, porque a obrigação nossa é ganhar esse jogo. Tá louco! Se a gente não ganhar do CSA, pelo amor de Deus”, disse.

Thiago Neves terminou o Campeonato Brasileiro como artilheiro do Cruzeiro, com seis gols em 27 partidas. TN10  chegou ao clube em 2017 e contabilizou 41 gols e 22 assistências em 151 jogos com a camisa estrelada. Foram quatro títulos conquistados no período: dois do Campeonato Mineiro (2018 e 2019) e duas Copas do Brasil (2017 e 2018). Antes de acionar a Justiça, ele chegou a cogitar reduzir o salário para disputar a Série B pela Raposa em 2020.

Fonte: uai.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *