sábado, 17 abril(38)99114-1908

Zema começa a testar câmeras em policiais para ‘vigiar’ ações e garantir ‘plena defesa’

policial polícia militarFoto: Internet/Divulgação

 A Polícia Militar de Minas Gerais vai iniciar os testes do sistema de câmera corporal que registrará a ação dos policiais no dia a dia. O equipamento é utilizado pela polícia norte-americana – e alguns Estados brasileiros, como Santa Catarina e São Paulo – e chega a terras mineiras para um período de testes. A proposta já havia sido adiantada pelo governador Romeu Zema (Novo) em entrevista ao BHAZ, quando ainda era candidato.

Na época, Zema disse que usaria a tecnologia para reduzir os problemas na polícia. Em resposta ao especialista em segurança pública, coordenador do Núcleo de Estudos Sociopolíticos (NESP), Robson Sávio, o então candidato chegou a criticar os tribunais militares e, por fim, sugeriu a instalação dos equipamentos.

“Deveríamos ter dois crivos para julgar uma ação policial, um interno e externo, para ver se os dois chegam à mesma conclusão. E, se houver divergência, vamos criar uma arbitragem para dirimir. Não concordo com julgamentos internos, pois sabemos que legisladores se protegem e o mesmo acontece com policiais. Outra proposta seria a instalação de câmeras fixadas nos uniformes para filmar as ações policias e garantir que eles tenham direito a plena defesa”, disse o então candidato na época.

O equipamento será apresentado pela Polícia Militar nesta terça (17). Na ocasião, os militares darão mais detalhes sobre o tempo de duração da experiência com as câmeras, o custo da operação e o funcionamento do equipamento.

Sistema inteligente

Além do sistema de câmeras integradas ao corpo, a PM também dará início ao sistema “190 Smart”, que integrará inteligência ao trabalho dos policiais.

De acordo com a corporação, com o novo sistema, os policiais militares conseguirão identificar, através de um mapa, a sua localização, dos demais recursos disponíveis, as tarefas previamente definidas para seu setor de patrulhamento, além da possibilidade de acompanhar o andamento das ocorrências policiais.

Fonte: bhaz.com.br

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *